Beleriand - The First Age

RPG dos Escritos de Tolkien
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 As Colinas de Dor-Lómin

Ir em baixo 
AutorMensagem
Draugluin The Werewolf

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 29/06/2010

MensagemAssunto: As Colinas de Dor-Lómin   Qua Set 15 2010, 22:38

Era dito pelos sábios de tradição que muitos elfos viviam nas terras do Norte, em Mithrim e Dor-Lómin viviam muitos elfos-cinzentos e avari, que eram considerados membros do poder que Thingol controlava. Estes elfos viviam em harmonia e graciosidade pelas terras, em grupos, clãs ou sozinhos em suas moradas, ou viajando pelas terras como bem lhe conviam, pois a guerra ainda não havia descido do norte, o cerco não havia sido quebrado e Fingolfin reinava em grande poder nas quatro terras que as Montanhas protegiam, Mithrim, Hithlum, Dor-Lómin e Nevrast.

Embora seu filho vivia em Hithlum, em grande poder e glória, Fingolfin havia apenas fortificado com guarda pesada e grandes cidades somente Mithrim, Tol Sirion, Minas Tirith e Nevrast após ele assumir o controle da terra, já em Dor-Lómin sempre ouvera pouca vigilância e pouco poder bélico, pois não se preocupavam com aquela terra, somente com o Cerco do Norte.

Foi das Montanhas de Hithlum que veio uma armada de orcs cruéis de Morgoth, como haviam chegado no local? Por caminhos sombrios e perversos dizeriam os sábios, o que vinham fazer? Causar pânico, ódio e terror nas vidas dos elfos do norte. Traziam em seu fundo uma missão sombria e malévola, mas de nada os elfos sabiam.

Vieram seguidos por uma grande sombra escura e cruel, traziam ódio e dor como armas e cairam tenebrosos em cima dos Elfos Cinzentos, os arrastaram dos campos sob açoites e perversidades, até próximo as Montanhas de Mithrim. No caminho eles destruiram e queimaram casas, moradas dos elfos e animais, expulsaram os mesmos, os torturaram e assassinaram.

Mas não era toda a armada, era apenas uma parcela dividida, lá estavam 3.000 da infantaria snaga, que mesmo fracos, portavam armas tortas, foscas, de vários tamanhos e tipos. Sem defesa muitos habitantes élficos de Dor-Lómin foram mortos, outros fugiam aos gritos, outros correram para as montanhas, outros fugiram para Hithlum. Os orcs eram liderados por Golg, este era um orc negro, portava um pesado machado, de pouca astúcia e pouco poder, acatou bem as ordens de Boldog que era causar pânico e medo para atrair Fingolfin e Fingon para lutarem.

Já o resto do exército se escondia nas Montanhas de Mithrim, logo viriam para causarem terror e ódio, pois Boldog reunia os espiões e servos de Melkor pela terra para lutarem consigo e a seu lado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fingolfin

avatar

Mensagens : 27
Data de inscrição : 22/07/2010
Localização : Aerdrie Faenya/Cirith Ninniach

Ficha do personagem
Nome: Fingolfin
Título: Rei Supremo dos Noldor
Armas: Espada Noldor

MensagemAssunto: Re: As Colinas de Dor-Lómin   Qua Set 29 2010, 17:52

Foi durante a noite quando o exército de Fingon, de 1800 elfos, adentrou as regiões nomeadas de Dor-Lómin. Fingon guiou seu exército pela escuridão, meio desnorteado e receoso sobre o combate. 1000 Infantaria élfica leve armados de um escudo redondo de madeira com bordas de metal, espadas medianas de um aço, roupas de couro com cinto dourado, braçadeiras e ombreiras de ferro e elmo de aço; 500 Arqueiros Pesados, trajados de malha de ferro com campuz do mesmo material, armadura completa de placas de aço, bota de couro, um arco bem adaptado a cada usuário e uma espada mediana de aço com detalhes das árvores de vallinor ; 300 Cavaleiros da Casa de Feänor, trajados da mesma forma que os arqueiros, contudo com cavalos usando malha de um ferro ruim, alabardas de aço e espadas iguais as dos arqueiros.

O exército ia na seguinte formação: a infantaria ia na frente, em um grande retângulo entupido de elfos; os arqueiros em um retângulo menor e atrás da infantaria a uma distância de 50 metros e por trás deles iam os 300 cavaleiros, com Fingon na frente trotando lentamente.

Fingon entrou em Dor-Lómin temeroso e meio desnorteado. Sua expressão facial não agradava e muito menos encorajava seus soldados. O grupo andava sorrateiro, com poucas tochas. Enfim Fingon estacionou seu grupo em um morro, onde os arqueiros e os cavaleiros estavam no topo, tendo em conta que a infantaria ia na frente. Estavam diante das montanhas de Dor-Lómin, e ali todos ficaram parados esperando o sinal dos outros grupos. Demorou cerca de duas horas até as primeiras tochas no topo de cada cordilheira aparecerem quase ao mesmo tempo. Os orcs, situados em algum ponto até a área máxima acreditada pelos elfos teriam pouco tempo e organização para se defender.

Quando as primeiras tochas nas cordilheiras cintilaram, enormes foram os gritos do exército de Fingon, que deixou sua infidelidade para dar espaço a uma coragem surpreendente. Heroth gritou com seus elfos na cordilheira a oeste do exército principal, e da mesma forma fizeram os soldados de Manár. Os gritos foram tais que, mesmo que não tivessem visto, os orcs teriam ouvido os ecos misturando-se com os gritos originais e logo em seguida a grande quantidade de tochas que eram acessas. Agora sim, a guerra estava declarada, e os rastros de destruição e queimadas guiaram os elfos até a localização dos orcs.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Draugluin The Werewolf

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 29/06/2010

MensagemAssunto: Re: As Colinas de Dor-Lómin   Qua Set 29 2010, 19:28

O medo dominou e abateu-se sobre os três mil da infantaria snaga diante daquela súbita ameaça de ataque, haviam feito uma grande pilhagem sobre os clãs dos elfos-cinzentos e noldor que viviam separados das grandes cidades, abandonando as pilhagens eles começaram a se dispersar quando Golg haviam retornado das Colinas mais ao sul reunindo os espiões que Morgoth havia deixado naquela região, poucos até, dos menos astutos e poderosos, eram 200 da milicia Gorbag de Angband. Assim com sua armada de duzentos dos Gorbags, ele se considerou forte, impedindo a armada de se dispersar, reunin todos os três mil snagas e com urros e gritos eles avançaram correndo, gritando e chiando em direção ao exército de Fingon ali próximo.

Corriam com os chicotes de seus mestres em seu encalço, ao avistarem a armada de Fingon, não pararam, nem reduziram mas avançaram em colisão absurdamente veloz, porém fraca em poder bélico contra os mesmos, causando poucos danos e fazendo quase nenhum noldo ser vencido.

Enquanto Golg ia ao fundo do batalhão com seus duzentos Gorbags, desejoso e ancioso por provar o sangue élfico.

Não distante dali nas Montanhas eles eram observados pelo corpo maior do exército.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fingolfin

avatar

Mensagens : 27
Data de inscrição : 22/07/2010
Localização : Aerdrie Faenya/Cirith Ninniach

Ficha do personagem
Nome: Fingolfin
Título: Rei Supremo dos Noldor
Armas: Espada Noldor

MensagemAssunto: Re: As Colinas de Dor-Lómin   Sex Out 01 2010, 19:19

Fingon ergueu sua espada, que cintilou no meio da escuridão. O exército de Fingon apagou quase todas as suas tochas, diferente dos outros que apagaram todas. No meio da escuridão a voz de Fingon saltou aos ouvidos dos orcs desesperados, e no meio de sua ilustre corrida zumbidos foram escutados e diversos orcs caíam ao chão, enquanto os sobreviventes tentavam entender aquilo no meio da corrida. Eram as flechas, os arqueiros do exército estavam disparando contra os orcs das primeiras filas que, por estarem em desordem e na escuridão, as flechas dos arqueiros elfos não eram boas.

A infantaria da primeira e segunda linha ergueram seus escudos e se apoiaram uns nos outros, formando um tipo de parede resistente ao primeiro impacto, mas ainda ficaram esperando, com os olhos saltados e a coragem ameaçada.

Orcs caíam e quase nada podia ser visto devido a escuridão total. Os gritos de ira e medo juntavam-se as batidas de espadas em escudos por parte da infantaria élfica e a noite se tornou um caos.


BAIXAS SUGERIDAS
Exército INIMIGO
- 70 Snagas
- 10 Gorbag
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Draugluin The Werewolf

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 29/06/2010

MensagemAssunto: Re: As Colinas de Dor-Lómin   Sex Out 01 2010, 22:16

Irou-se Golg ao ver que seus exércitos não conseguiam derrubar nem ao menos cinquenta dos elfos noldorrin, com isso ergue seu machado urrando com firmeza e foi-se para a batalha com seus duzentos gorbags, os espiões de Melkor da região, de pouca astúcia e pouco poder.

Abriram espaços os snagas e muitos seguiram atrás dos gorbags, Golg na linha de frente derrubou e conseguiu assassinar dois soldados élficos, e com a chegada dos gorbags, urros de ódio tomaram a batalha, os snagas caíam e dos três mil, apenas dois mil e quinhentos deles ainda estavam em pé lutando contra os exércitos eldalië.

A noite era densa, o céu iluminado pelas estrelas antigas da noite, a lua estava ao topo dos céus, porém as colinas de Dor-Lómin eram iluminadas por tochas dos orcs, labaredas de chamas indomáveis das pilhagens que haviam feito, dos corpos queimados dos elfos-cinzentos assassinados.

E o Tenente Boldog, via que sua hora logo chegaria.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fingolfin

avatar

Mensagens : 27
Data de inscrição : 22/07/2010
Localização : Aerdrie Faenya/Cirith Ninniach

Ficha do personagem
Nome: Fingolfin
Título: Rei Supremo dos Noldor
Armas: Espada Noldor

MensagemAssunto: Re: As Colinas de Dor-Lómin   Ter Out 05 2010, 18:38

Os elfos lutavam com bravura. O fato de serem mais fortes e mais protegidos que os Snaga os davam uma sensação prazerosa de poder, e seus golpes aumentavam de potência. Escudos eram rachados, espadas travavam, gargantas eram cortadas, sangue negro em sua maioria voava pelo pesado céu negro.

As três primeiras fileiras dos elfos já estavam se desmanchando, contudo as outras bem fortificadas imprensavam, com seus escudos, os snagas e gorbags que assassinavam os soldados das primeiras filas, que se dispersavam na multidão de orcs. Golg, que matava elfos jogados ao chão, começou a ser empurrado por cinco escudos de madeira e, quando pode reagir, um dos elfos saltou dos escudos e pôs o escudo na frente, preparando uma estocada no pescoço de general orc.

Assim que Golg viu o elfo saltar de seu pequeno grupo cerca de cem cavaleiros da casa de Fëanor/Fingolfin desceram a ladeira velozmente, passando pelos elfos como se fossem vento e se chocando com os Snagas como se fossem folhas, fazendo muitos morrerem atropelados e outros por golpes de suas longas espadas. Pareciam seres de pedras montados em cavalos negros que desabavam sobre os orcs. Outros duzentos contornavam, cem de cada lado, o exército de Morgoth golpeando os orcs que avançavam neles, que eram poucos os que tinham coragem, e os que estavam afastado do exército ou no caminho deles.


Heroth, na montanha oeste, estava com uma perna sobre uma rocha oval quando seu filho se aproximou dele. A vista era mística, os iluminavam o cenário e tudo era bem visível. Com um ar descansado, Nanneroth falou quase em cima do ouvido de seu pai.


Pai, iremos ficar aqui sem mais ou menos?


Heroth virou seu olho quase instantâneamente para seu filho, quando finalmente se lembrara do terceiro exército, liderado pelo elfo ruivo. Com uma expressão de surpresa e preocupação Heroth respondeu a pergunta de seu filho com uma voz pálida e ansiosa.

Não vê que Fingon praticamente exterminou os orcs? De qualquer forma, mande o cavalo mais rápido e o melhor cavaleiro ao terceiro exército, devemos ficar e esperar.


Nanneroth reverenciou o pai com um leve movimento para baixo com sua cabeça. Logo em seguida, soltou as mãos, antes juntas, e, quase correndo, encontrou um elfo de nome Fänwa e o deu as ordens de seu pai. O rapaz concordou com o mesmo movimento que Nanneroth fizera a seu pai, contudo sem juntas as mãos, e correu a seu cavalo, trotando rápido por trás do exército do inimigo. Chegara a metade do campo em pouco tempo.


BAIXAS SUGERIDAS
exército ELFO

- 150 Infantaria Leve

exército INIMIGO

- 400 Snagas
- 10 Gorbags
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melkor "Morgoth Bauglir"

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 29/06/2010

MensagemAssunto: Re: As Colinas de Dor-Lómin   Ter Out 05 2010, 20:44

Em meio aos snagas, os chefes dos orcs lideravam os ataques, foram rechaçados pelas forças élficas, forçando o Capitão Golg a recuar com seus gorbags, antes mesmo que o golpe fosse desferido contra seu intimo, suas forças estavam se espalhando, mas em meio aos urros e gritos foram impelidos e se ajuntaram novamente forçando resistência as forças élficas. Os dois mil snagas saltavam com urros e chiados com suas armas contra os elfos tentando abate-los quando conseguiam.

Ergueu-se então Golg em meio a armada, era alto e terrível, sacou sua trombeta a soando na noite estrelada, fazendo a noite se encher com aquele som perverso.

Diante daquilo, Boldog soube que sua hora chegara de fato e enviou suas forças como lhe conveio, e das colinas ao norte, na cruel e fria noite de Hithlum, vieram mil soldados orcs de infantaria mediana, armados com escudos de madeira, malhas grossas, armaduras de cobre, elmos de latão e calçados, suas armas eram largas, facas e espadas estes desceram pelo caminho que os elfos haviam feito, assim os cercando por trás, e pela retaguarda os soldados ouviram seus urros, viram as legiões negras se aproximando e colidindo contra suas forças, rechaçando as forças élficas, os cercando de todos os lados por snagas e orcs perversos. Mas liderando aquela força, não estava Boldog, mas sim os chefes dos orcs entre o batalhão. Muitos elfos caíram na retaguarda devido ao ataque dos orcs que surgiram das distantes colinas, fora um deslaxo dos eldar não terem percebido que haviam mais forças espalhadas por Hithlum.

Mais motivados ficaram os orcs de ambos os lados e Golg manteve-se na retaguarda com agora cento e cinquenta gorbags a sua ordem, via então que o ataque surtiria um grande e drástico efeito nas forças dos noldor. Ordenava agora tudo atrás dos batalhões, logo os elfos estavam cercados por snagas, com chefes dos orcs de Angband, por orcs melhor armados e com melhores defesas.

Os snagas não tinha defesas, nem malhas, usavam roupas grossas e malhas de couro apenas, como coletes contra os golpes inúteis, seus elmos, eram similares a toucas também de couro marrom ou negro, suas espadas, machados e lanças tinham lâminas foscas e tortas, seus martelos e clavas não eram fortes o bastante para partir crânios, seus martelos eram feitos muitos de pedra em sua parte maior.

Os soldados da infantaria já usavam elmos redondo de latão leve e fino, malhas grossas e pesadas de ferro, armaduras de cobre fino, portavam espadas longas e largas, algumas retas, outras de muitos dentes, seus calçados eram de ferro fino, seus escudos de madeira grossa, redondos, quadrados ou de forma irregular.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fingolfin

avatar

Mensagens : 27
Data de inscrição : 22/07/2010
Localização : Aerdrie Faenya/Cirith Ninniach

Ficha do personagem
Nome: Fingolfin
Título: Rei Supremo dos Noldor
Armas: Espada Noldor

MensagemAssunto: Re: As Colinas de Dor-Lómin   Ter Out 05 2010, 21:06

Heroth, nas montanhas, viu o exército dos orcs se aproximando. Temeu por Fingon e por Fingolfin. Giou seu exército montanha a baixo, o mais rápido que podia, tentando manter o exército junto. Quando Fänwa chegou no 3° exército, este já estava ao pé da montanha, pois já havia se movimentado muito tempo antes, contudo ele se esbarrou em um dos soldados que, assustado, cortou-lhe a cabeça fora.

O som dos passos e dos urros dos orcs assustaram os arqueiros que se virando, conseguiram disparar em alguns orcs. Não mais que cem caíram, pois outra parte dos arqueiros pucharam suas espadas e apenas rezavam para Eru os abençoar com a virtude da vitória. Os últimos soldados de infantaria leve correram para trás, entrando em combate com os orcs infantaria mediana sem primeiro impacto, apenas nos esbarrões e golpes. atrás, a coisa estava extremamente desfavoravel, ao norte, extremamente favorável.

As três primeiras fileiras já estavam totalmente desmanchadas, e então os elfos das próximas duas saltaram com toda brutalidade e velocidade em cima dos orcs que se mantiveram de pé. Ao sul, leste e oeste dos snagas, os duzentos cavaleiros impactaram nos orcs, fazendo muitos cair, e caçando outros que corriam dos enormes cavalos da casa dos noldor. Fingon, no extremo sul dos snagas, golpeava-os com duas espadas, uma em cada mão, cortando a nuca de cada um que estava a sua frente. A uma certa distância, ele jogou uma das espadas, que voou prateada e cintilante pelo ar, iluminando a noite perversa, e golpeando, ou não, Golg. Fingon não esperou para ver o resultado, pois três snagas avançavam para cima dele, e abaixou-se no cavalo, atropelando um dos snagas.

BAIXAS SUGERIDAS

Baixas ALIADAS

- 200 Infantaria Leve
- 100 Arqueiros

Baixas INIMIGAS

- 100 Orcs
- 200 Snagas


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Melkor "Morgoth Bauglir"

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 29/06/2010

MensagemAssunto: Re: As Colinas de Dor-Lómin   Ter Out 05 2010, 21:21

Os orcs então se viram divididos entre duas batalhas, a que estava ocorrendo contra Fingon, e a dos elfos récem-chegados, isso não diminuiu seu ódio, apenas o inflamou fazendo seus urros serem cruéis, avançando então para cima dos elfos de ambos os lados, muitas vidas dos elfos dos exércitos récem-chegados eles tiraram de início, porém muitos orcs caíram e logo apenas setecentos orcs permaneciam em pé.

Os snagas bramiam o ódio com suas armas fracas, avançavam com sua brutalidade contra Fingon e suas forças, mas Golg irou-se mais ainda quando o gorbag a seu lado foi atingido pela espada, por sorte para suas forças e azar para os elfos ele havia sobrevivido. Soprou novamente sua trombeta, fazendo a noite encher-se de mais medo, ódio e terror, as trevas e sombras abrumaram-se, logo pareceu aos elfos que as sombras os traíam os agarrando e sufocando na noite.

Já distante Boldog, ainda observava, mas quando viu núvens enormes cobrindo as estrelas acima de Dor-Lómin, ele sorriu cruelmente, urrou com suas forças, enviando mais servos para o duelo, ele enviou então a força mais poderosa em sua guarda, enviando trezentos lanceiros pesados e quinhentos arqueiros medianos contra os elfos para assolarem suas forças mais ainda.

Estes desceram pelo norte, fazendo o mesmo caminho dos orcs, reforçando sua armada, os lanceiros, armados com malhas de aço negro, grossas, pesadas, armaduras de ferro resistentes, elmos de aço negros, calçados de ferro grosso, com lanças longas de aço negro, de lâminas largas e cruéis, avançaram por sobre os elfos récem-chegados, os rechaçando contra os orcs da infantaria mediana, a batalha estava realmente desfavorecida para os noldor, que observavam orcs e mais orcs de todos os lados os cercando, nisto, um dos chefes lanceiros com mais oito dos seus avançou para cima de Heoroth.

Mas o noldor era bravo e poderoso, derrubou seis dos seus, mas o chefe o atingiu com sua lança ao seu peito, trespassando sua armadura élfica, cravando sua lâmina até o cenho em seu corpo.

Os arqueiros orcs, se trajavam como os soldados, somente portavam arcos de madeira forte, com aljava de setenta flechas negras cada, como arma secundária retinham facas e espadas medianas, a chuva de quinhentas flechas se iniciou para assolar os elfos com seu terror, assim as forças de Fingon foram rechaçadas novamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fingolfin

avatar

Mensagens : 27
Data de inscrição : 22/07/2010
Localização : Aerdrie Faenya/Cirith Ninniach

Ficha do personagem
Nome: Fingolfin
Título: Rei Supremo dos Noldor
Armas: Espada Noldor

MensagemAssunto: Re: As Colinas de Dor-Lómin   Dom Out 10 2010, 21:29

Os pés pesados dos orcs foram escutados pelos elfos de Heroth, que desciam a montanha. Ao pé da mesma, Heroth correu e um lado para o outro, gritando enquanto brandava sua espada para cima, fazendo-a brilhar em sintonia com a armadura vermelha que portava. Nanneroth, o jovem, foi atrás de seu pai até a metade dos lanceiros, onde estava Tarûk, que comandava as divisões dos lanceiros. Balbaciou algo no ouvido dele, e este confirmou com movimentos rápidos com a cabeça. Nanneroth pegou um escudo noldor, e sua tûnica vermelha com cinto de ouro, ombreira de ferro grosso e amaronzado e pumas leves de tons beges sobre as ombreiras mesclavam com seu físico jovem, magro e forte. Tamanho era a figura de poder que até os lanceiros se retraiam. Heroth, correndo feito louco, gritava freneticamente com um tom irado.


Povo dos Eldar! Erguão seus arcos! Puchem suas flechas! Soltem sua ira e as deixe avassalar esse som desgraçado! Avante elfos Noldorin, avante elfos ! Não atravessamos o Frio Atritante para definhar aqui, próximo dele, e cedo!


Os Arqueiros prepararam suas flechas, e o tempo passou negro e intimidador. Sem visão alguma, alguns elfos dispararam flechas de fogo, assim iluminando o local por onde os Uruks apareceram, que foi logo em seguida. Sem piedade os arqueiros dispararam, aliviando seu temor e medo, fazendo cair cinquenta orcs negros. Logo em seguida, as linhas da frente - lanceiros pesados, trajados de malhas de ferro cinzentos, armaduras de aço cintilantes, lanças com base de ferro e ponta de aço com o formato de uma folha, calçados de aço, luvas de couro e escudos amendoados de madeira resistente - desceram suas lanças e esperaram os orcs se aproximarem mais para investirem com tudo. Logo atrás deles iam os espadachins, trajados igualmente, contudo com malhas de aço e espadas de duas mãos de aço.

Heroth avançou com tudo, mas não chegou nem a metade do batalhão intácto dos espadachins, devido ao amontoado de pessoas. No primeiro choque, lanças com escudos e escudos com lanças, caíram não mais que dez de cada lado. Nanneroth estava logo na primeira fila dos espadachins.


Fingon foi cercado por dois Snagas a leste e um a oeste de sí. Golpeu um deles, fincando a espada no mais próximo do lado leste, o outro aproveitou e investiu no braço de Fingon, mas este desferiu um chute difícil no tórax do snaga, que não fez nada mais que um pequeno corte. Batendo no cavalo, Fingon conseguiu sair dali, finalmente tirando a espada do tórax do snaga morto. A frente, Fingon atropelou outro. Era notável ver que 100 cavaleiros de Fingolfin caíram devido a grande quantidade de inimigos. Fingon, irritado ao ver Golg cortar a garganta de um cavaleiro que tentara desferi-lo um golpe, trotou por dois focos de fogo, devido a queda de snagas com tochas, e pegou uma lança fincanda em um corpo arremessando-a na direção de Golg, mas ela escorreu e nada mais fez que se esbarrar com o corpo do orc. Fingon voltou a trotar rápido, puchando sua lâmina e levantando-a, preparando para desferir um golpe contra Golg.

Os infantes agora avançavam, amedrontados, contra os orcs que os matavam facilmente. Vendo a queda fácil dos infantes, os arqueiros medianos se afastaram e disparavam contra os orcs sempre que podiam, matando vários deles e evitando a morte de muitos infantes. Agora tudo estava um caos, especificamente atrás.

De repente, um choque ocorreu, e mais de duzentas unidades de snagas foram mortas por Manár, que chegara portando sua armadura de placas douradas, um grande escudo de ouro com duas gemas azuis incrustadas e uma espada longa de aço, e seus 500 Lanceiros Pesados, que chacinaram e mutilharam os snagas com suas lanças noldorin. Logo, os lanceiros abriram passagens, e os guerreiros surtaram de trás das linhas de frente e golpearam os snagas como se fossem sacos de pancada. Finalmente, os snagas definhavam. O grande problema não estava mais nos snagas e sim nos orcs que matavam muitos infantes básicos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: As Colinas de Dor-Lómin   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
As Colinas de Dor-Lómin
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Os Portões das Colinas de ferro.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Beleriand - The First Age  :: Área On [Reinos e Cidades] :: Hithlum :: Cirith Ninniach-
Ir para: