Beleriand - The First Age

RPG dos Escritos de Tolkien
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Parte Superior do Monte Dolmed - As Pastagens

Ir em baixo 
AutorMensagem
Grór I

avatar

Mensagens : 42
Data de inscrição : 02/08/2010

MensagemAssunto: Parte Superior do Monte Dolmed - As Pastagens   Sab Ago 14 2010, 18:29

Nos arredores das muralhas de Bar-en-Naugla e descendo até o início do topo do Monte Dolmed foi estabelecido várias pastagens, onde eram plantado trilho que constantemente tinha animais pastando. Eram pôneis, bois, porcos e vacas, todo tipo de animal que puderam ser retirados de Belegost e de sua região o mais rápido possível.

Embora os animais vivam nas pastagens de trigos e gramados (focados na região central do monte) eles não prejudicam na produção de trigo, e muito menos causavam um desequilíbrio ecológico. Pelo contrário, muitas vezes eram comprados e utilizados como criadouros, alimentícios ou simplesmente de estimação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Grór I

avatar

Mensagens : 42
Data de inscrição : 02/08/2010

MensagemAssunto: Re: Parte Superior do Monte Dolmed - As Pastagens   Sab Ago 14 2010, 19:01

Bwalin escalou o Monte Dolmed guiando o povo de Belegost em direção ao topo do Monte Taras. Seus pés pesados, assim como o olhar e coragem do grupo inteiro, nada transmitiam em relação a coragem. Passos lentos e pesados, respiração pesada e cansada, mente exausta e desnorteada; assim ele seguia liderando seu grupo. Ergueu seus olhos e viu no seu horizonte, de uma ponta a outra de seu campo de visão, belos campos, com seus gramados altos, cheios de bóis e porcos assim como animais menores que o tempo não o deixou identificar e seu desejo por alí criar um campo onde pudessem cuidar de animais fluíu a tal ponto que ele se sentiu senhor daquela parte do Monte Dolmed.

Seus olhos brilharam, assim como sua mente voava e seus sentimentos brotavam. Paralizou-se por alguns segundos, avaliando o terreno junto com alguns profissionais o mais rápido que pode depois de ter tomado o controle de sí mesmo. E não demorou para que sua visão acontecesse, pois aqueles que avaliaram a região juntamente com ele eram agricultores e criadores de gado, que em grande parte, assim que a cidade estava pronta, buscaram por aquelas regiões focalizados na criação e plantação.

Enquanto Bwalin estava sentado no trono de Grór I, este recebeu enormes honrarias e presentes -geralmente do que possuíam em seus 'domínios' - dos senhores das Pastagens. Enormes e frequentes eram seus presentes, a ponto que a parte mais pobre da população cresceu em termos econômicos após receber os presentes de Bwalin como uma forma de auxílio. Bwalin, portanto, foi reconhecido pelas maiores figuras de Bar-en-Naugla como Senhor dos Campos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Grór I

avatar

Mensagens : 42
Data de inscrição : 02/08/2010

MensagemAssunto: Re: Parte Superior do Monte Dolmed - As Pastagens   Sex Nov 26 2010, 17:40

Era noite. Uma neblina pálida, típica das montanhas azuis quando ainda estavam em paz, aproximou-se cobrindo toda as plantações. Fergi, um anão agricultor de um metro e cinquenta, estava trajado de um manto de pano marrom pálido por baixo de um macacão de couro de boi, com um chapéu de palha, barba solta e ruiva muito escuro. Ele tinha acabado de puxar sua machadinha, colocando-a coloda ao seu pé direito, quando olhou para essa núvem pálida mas bastante opaca. Era um cenário belo: uma núvem fina que cobria, mas com alguns buracos, o céu estrelado. Fergi coçou a sua testa soada com suas unhas feias e mal-feitas, tendo algumas rachaduras na superfície. Depois de alguns segundos ele voltou a arar o chão. Ele não estava a mais de cinco metros de sua casa, em um corredor de terra ladeado de altos gramados de trigo e justamente atrás dele um boi de sua propriedade.

Foi aí quando ele notou a núvem escurecer. Ele sentiu seu coração gelar e o medo subiu a flor da pele. A neblina estava cinzenta, ficando negra rapidamente e a medida que o medo de Fergi crescia. Fergi soltou sua machadinha e continuou olhando para cima, até uma hora que ele ouviu alguns grunidos minimamente baixos. Ele, meio em desespero, adentrou sua casa feita de madeira podre dando de cara com suas duas filhas, seu filho e sua mulher sentandos em cadeiras extremamentes simples de madeira em uma mesa de madeira com as pernas tortas, todos comendo a sopa de trigo que havia para cada um. Fergi, que tinha um excelente ouvido (até demais para um anão comum), perguntou a seus parentes se haviam escutado algo. Todos pararam de comer e ficaram atentos. O zumbido de uma mosca era mais alto que os gritos que ele tinha ouvido anteriormente. Foi aí quando seu filho falou: "Nada, papai. Não ouço nada." e ele então correu para uma cadeira no escuro, pegando um tipo de casaco e vestindo-o enquanto falava para sua esposa subir e se esconder no centro da cidade. Enquanto a mulher se levantava, Fergi ficou saiu de sua casa e cortou, desesperadamente, a plantação de trigo em direção a casa de seu vizinho mais próximo.

Quando chegou na residência dos Linati, o Sr. Linati saiu de sua casa, numa situação parecida com a de Fergi porém mais luxuosa, com uma besta já preparada para disparar e gritando para Fergi parar. Este parou e levantou os braços. O sr. Linati gritou perguntando o que ele queria. Fergi disse que ouvira sons estranhos tão longe que seus ouvidos capturaram mais baixo que o zunido de uma mosca e um metro de distância. Foi aí que o Sr. Linati, um anão consideravelmente mais velho, mas com força de touro, guardou sua besta no canto da parede e subiu, junto com Fergi, uma escada que dera no topo do moinho de Linati.

Lá em cima eles viram, numa rachadura entre as montanhas de Lindon, dezenas ou centenas de tochas e figuras mais negras que a própria escuridão. Fergi e Linati entraram em pânico. Começaram uma conversa apressada e rápida; no final dela, Linati resolveu ir alertar os outros fazendeiros enquanto Fergi iria até o palácio local para conversar com o governo.

Fergi correu pelo mesmo caminho que havia feito entre as montanhas. Quando chegou em casa e encontrou tudo vazio, soltou o seu boi e montou em cima dele. O boi, acostumado com o dono, começou a se dirigir para o portão da cidade, como se lesse a mente de seu dono. No portão, Fergi desmontou dele e andou, quase correndo, até o lar de Grór I.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Grór I

avatar

Mensagens : 42
Data de inscrição : 02/08/2010

MensagemAssunto: Re: Parte Superior do Monte Dolmed - As Pastagens   Sex Nov 26 2010, 18:23

o Sr. Linati conseguiu motivar muitos dos anões a subirem os morros até a cidade. Todos que iam levavam seus animais e suprimentos que durariam semanas. Mas o Sr Linati não era suficiente para levar todos os fazendeiros, foi aí que os oficiais trabalhistas, trajados igualmente aos lordes porém com seus trajes verdes e sem capacetes, ajudavam os anões a levarem suas coisas e outra parte destes trabalhistas ia atrás dos anões restantes. Em pouco tempo, estavam todos dentro das muralhas e era questão de uma ou duas famílias preferirem ficar. Quando os portões desceram, ninguém mais entrava, e grossas toras de madeira foram colocadas para suportar o portão no chão. A família de Linati foi uma das últimas a subir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Parte Superior do Monte Dolmed - As Pastagens   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Parte Superior do Monte Dolmed - As Pastagens
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Treinamento Senjutsu - Monte Myoboku - ClarkeGriffin
» Modo Sennin perfeito - Monte Myoboku
» Tutor na parte da manhã..
» Chapter 7 – A procura (Parte 2)
» Aula 11 - Criando Uma HUD Parte 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Beleriand - The First Age  :: Área On [Reinos e Cidades] :: As Montanhas Azuis :: Bar-en-Naugla, Monte Dolmed-
Ir para: